Os próximos processadores da Intel vão ser fabricados sem recorrer ao uso de chumbo. Os primeiros a sofrer a mudança são os pertencentes à família de 45 nanómetors com porta de metal high-k, onde se inclui a próxima geração de processadores Intel Core 2 Duo, Core 2 Quad e Xeon, a fabricar no próximo semestre.




O desempenho destes processadores será potenciado pela inclusão de tecnologia de silício o que, de acordo com a fabricante, vai reduzir a probabilidade de fugas e aumentar as capacidades energéticas dos dispositivos.




Esta medida é o reflexo das preocupações da empresa face à preservação ambiental. O impacto que a utilização do chumbo tem no meio ambiente e na saúde pública são dois dos factores que motivaram a Intel a abolir a utilização do componente, refere um comunicado da empresa.




Nasser Grayeli, vice-presidente da Intel, salienta que faz parte da estratégia da empresa "adoptar uma forte posição em relação à sustentabilidade do meio ambiente, seja pela eliminação da utilização do chumbo, […], pela redução de emissões de gases ou por uma maior reciclagem dos materiais e água", uma prática habitual nas iniciativas "verdes" desenvolvidas pela fabricante nos últimos cinco anos.




Resta salientar que também faz parte dos planos da empresa alargar no próximo ano esta experiência ao fabrico de chipsets de 65nm, que deverão passar a incluir tecnologia sem chumbo.




Notícias Relacionadas:

2007-01-09 - Intel anuncia novos processadores Quad Core

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.