Foi sob o lema da frase "ANO 2002: O princípio do fim?" que decorreu hoje uma conferência de imprensa da Intel num hotel de Lisboa. Segundo a fabricante de semicondutores, mesmo tendo em conta a grave crise económica que desde 2000 tem vindo a afectar a indústria das tecnologias da informação, existem ainda muitas oportunidades por explorar quer no mercado doméstico, quer no empresarial.



De forma a demonstrar, que da sua perspectiva, a resposta àquela pergunta é negativa, Trish Thomson, director regional da Intel para a Europa ocidental, referiu que a companhia pretende lançar antes do fim do ano um processador Pentium 4 com a velocidade de relógio de 3 GHz.



Comparando a situação actual após a massificação da Internet com outras épocas passadas em que depois da generalização de uma tecnologia e da subsequente euforia seguiu-se uma depressão económica, Thomson afirmou que existem ainda muitos sectores relacionados com a Rede das redes que estão relativamente desaproveitados.



Por isso, fez questão de salientar que a Intel não é apenas uma empresa de processadores ou de PCs desktop, detendo também interesses no mercado dos PDAs, notebooks, redes ópticas, tecnologias sem fios e servidores. Fez questão ainda de salientar que a sua companhia se assume como fabricante de silício de elevado desempenho.



Para 2002 e os próximos anos, tal como em 2001, a Intel pretende continuar a investir em Investigação e Desenvolvimento, independentemente das condições económicas do sector, de forma a conseguir desenvolver dentro de poucos anos um processador de 10 GHz.



Um dos objectivos do lançamento incessante de chips cada vez melhores e mais rápidos baseia-se na estratégia da companhia de ir de encontro ao desenvolvimento de inovações no mercado dos PCs, de forma a que os consumidores possam utilizar de novas formas os seus computadores, explicou Frederico Carvalho, outro responsável da Intel.



Mas este evento serviu também para apresentar à comunicação social os novos processadores Pentium 4 de 2,26, 2,4 e 2,6 GHz da Intel, destinados a PCs desktop, bem como os chips da mesma gama mas para portáteis, com velocidade entre 1,4 e 1,8 GHz e o chipset 850 que suporta um frontal side bus de 533 MHz, presente em todos os novos Pentium 4.



Notícias Relacionadas:

2002-05-07 - Novo Pentium 4 da Intel bate barreira dos 2,5 GHz

2002-04-23 - Intel com novos processadores Pentium 4 para portáteis e Xeon para servidores

2002-03-04 - Novo processador portátil Pentium 4 da Intel funciona a 1,7 GHz

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.