A Apple anunciou, na WWDC 2019, que na próxima versão do macOS (o Catalina) vai substituir o iTunes por um trio de aplicações - Apple Music, Apple TV e Apple Podcasts. Esta separação vai de encontro ao modelo que já se verifica nos sistema iOS, tanto nos dispositivos iPhone como iPad. No entanto, o iTunes vai continuar a existir como app independente no iOS e para computadores com sistema operativo Windows.

A medida não constitui uma surpresa, tendo em conta que a Apple tem vindo, cada vez mais, a tentar atrair utilizadores para o serviço de assinatura Apple Music. Esta plataforma permite à empresa obter uma receita fixa proveniente de uma taxa mensal, à semelhança de Spotify ou Deezer, em vez de esperar que o cliente compre algumas canções de forma menos regular.

tek apple music

As compras e bibliotecas anteriores vão ser mantidas, na respetiva nova aplicação, em computadores Mac. A empresa garantiu ainda que os utilizadores vão poder continuar a comprar músicas através da Music store dentro da app Music, bem como filmes e séries na Apple TV.

Além disso, os gift cards do iTunes vão continuar ativos, de acordo com declarações de um representante da empresa à CNN. A mesma fonte adiantou também que quem utilizava o iTunes para sincronizar os seus dispositivos, poderá agora fazê-lo através de uma ferramenta que vai estar no seu Mac, localizada na barra lateral do Finder.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.