Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020 vão ser os primeiros da história a utilizar um sistema de reconhecimento facial para controlar a entrada e saída de atletas, profissionais das delegações e imprensa dos recintos que necessitam de credencial.

A decisão, segundo o The Japan Times, partiu da própria organização e prende-se por motivos de segurança para evitar o acesso de pessoas não autorizadas em locais absolutamente restritos, assim como para agilizar as entradas e saídas dos eventos.

Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 vão ter mais do que desportistas à prova
Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 vão ter mais do que desportistas à prova
Ver artigo

As cerca de 400 mil pessoas envolvidas nos Jogos, desde atletas, funcionários do evento, pessoal de segurança e jornalistas, deverão enviar fotos dos rostos com antecedência para serem registadas em um banco de dados, assim como dados dos documentos de identificação, delegação e/ou veículo de imprensa.

No entanto, a tecnologia, criada pela NEC Corp, não vai ser utilizada nos espetadores, devido à dificuldade de gerir a informação do grande público.

O sistema de reconhecimento, denominado NeoFace, já é utilizado no aeroporto de Haneda, no Japão, desde outubro.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio acontecem entre 24 de julho e 9 de agosto de 2020, seguidos pelos Jogos Paralímpicos, de 25 de agosto a 6 de setembro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.