A Lenovo lançou um novo portátil, “um produto especial, destinado a pessoas especiais”, arranca Miguel Coelho, Enterprise & Public Sector Manager da Lenovo Iberia. A empresa apresentou resultados positivos no último trimestre, fruto da sua visão de introduzir tecnologia inteligente, acessível a todos. “Queremos que a indústria e os negócios cresçam, mas queremos tornar a vida das pessoas melhor”, refere o gestor, assumindo o objetivo de liderar a “revolução inteligente”.

A tecnologia “smarter tecnology”, o que significa algo mais abrangente, como a realidade aumentada, 5G, IoT, tendo em vista o público geral. A empresa já está presente em mais de 160 países, e a sua filosofia multicultural serve para difundir a sua estratégia de atingir qualquer tipo de público.

A empresa destaca a quantidade de produtos que tem disponíveis tendo em vista a explosão da Internet das Coisas, “e sentimos que somos a empresa mais bem preparada para abraçar a próxima revolução tecnológica, dado o nosso portfólio”, refere Miguel Coelho.

A Lenovo registou um crescimento de 12% em PC e Smart Devices no primeiro trimestre fiscal, sendo um recorde para a empresa. A fabricante alega ser a número um no sector PC, com uma quota de mercado de 24,9%, o que significa que em cada quatro computadores, um é da Lenovo. Além disso, refere que é uma empresa equilibrada no que diz respeito à distribuição do seu negócio pelo mundo.

O pequeno resumo do bom momento da empresa serviu de mote para a apresentação do seu novo produto, o ThinkBook, numa espécie de estreia ibérica. Miguel Hernández, product Leader da Lenovo Iberia destaca que o computador é um novo produto, destinado a cobrir algumas necessidades do mercado. O portátil destina-se à Gen Z e aos Millenials, que representam atualmente 35% da força de trabalho a nível mundial.

Este público preocupa-se com o aspecto estético, seja a cor, a forma do seu design e também o material de construção. Há uma mudança que a empresa detetou nos negócios, de que apenas 43% dos computadores comprados não foram desenhados para o mercado empresarial.

E nesse sentido a Lenovo introduz no mercado o ThinkBook, desenhado com estilo para a nova geração de empresários e trabalhadores. A proteção ThinkShield é um dos trunfos deste portátil, que pode ser desbloqueado através de um sensor biométrico de impressões digitais que permite a autenticação no sistema. O sensor está acoplado ao botão de energia, pelo que ao ligar o computador, o utilizador autentica-se automaticamente através do sistema FIDO e encriptação. A webcam tem também um pequeno slider, para tapar a lente quando não está a ser utilizada, para aqueles utilizadores que ainda metem fita-cola para proteger a sua privacidade.

A aposta no design premium, produzido em alumínio nas proteções, reforçado com metais como magnésio e zinco para que dure durante muito tempo. Os materiais permitem ainda uma construção de chassis leve, e à prova de salpicos. No design, o portátil obtém mais ecrã livre com a redução dos bezels. Por fim, para criar melhores imagens, o ecrã de 13 polegadas é alimentado pela tecnologia Dolby Vision. A Dolby Audio e a Harman garantem duas colunas de 2W para som cristalino.

A Lenovo pretende ainda aceder ao sistema do computador com uma mentalidade igual à dos smartphones, ou seja, o computador está sempre conectado, mesmo quando não está a ser utilizado. Premindo o botão de energia demora menos de um segundo a retomar o sistema. Além disso, promete até 11 horas de autonomia neste tipo de utilização, suportando um carregador rápido de 65W, conseguindo 80% da bateria em uma hora, ou seja, consegue-se ter a maioria da bateria durante uma pausa de almoço. No que diz respeito à conectividade, o portátil tem uma entrada USB-C e HDMI e 2 USB-A.

O novo serviço de suporte completa a visão da empresa para este novo produto. O Premiere Support garante um único número de telefone, sendo atendido em português. E não existem menus ou guiões que fazem perder tempo aos utilizadores, terão uma pessoa a dar suporte. O serviço terá uma subscrição anual e inclui uma limpeza do sistema uma vez por ano.

No interior, conta com um processador Intel Core i5 de oitava geração, até 16 GB de RAM DDR4 e até 512 SSD. Será possível escolher uma gráfica integrada da Intel ou uma AMD Radeon 540X. Em novembro será lançado uma versão idêntica, mas de 14 polegadas, e no final do ano de 15. O novo Lenovo ThinkBook chega esta semana ao mercado, com preços a arrancar nos 899 euros.

O computador tem ainda diferentes acessórios, como câmara e coluna externa, um power bank, entre outros produtos que completam o estilo e design do novo portátil empresarial da empresa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.