A Lenovo prepara-se para lançar mais um concorrente ao iPad, revelou um responsável da empresa, adiantando que a estratégia de comercialização passa por colocar o dispositivo primeiro à venda nos mercados emergentes, só depois passando para os desenvolvidos.

A informação é avançada por vários meios internacionais, que citam declarações presidente de operações da fabricante, Rory Read, de acordo com o qual os dispositivos começarão a estar disponíveis na China "ainda antes do final deste ano calendário".

Apropriadamente baptizado de LePad, o tablet proposto pela Lenovo apresenta-se como um equipamento "híbrido", que ao invés daquilo a que nos vêm habituando os últimos lançamentos neste segmento, deverá contar com um teclado físico, embora este se encontre separado do dispositivo.

Outro dos factores mencionados por Rory Read foi o valor a cobrar pelo equipamento. Apesar de não ter falado em números, o responsável adiantou que este apresentará um preço destinado a conquistar o mercado de massas.

Ao nível do sistema operativo, a escolha vai no sentido das últimas tendências para este tipo de dispositivos, optando a fabricante pelo software promovido pela Google, o Android.

Apesar das movimentações neste segmento, o responsável esclareceu que o negócio principal da Lenovo continuam a ser os tradicionais computadores portáteis (notebooks) e de secretária (desktops).

O mercado de tablets crescerá em termos de consumo de informação, mas será uma parcela menor do mercado geral, pelo menos num futuro previsível, para os próximos cinco a dez anos, afirmou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.