A LG atualizou a linha de notebooks Gram, com modelos de 14 e 15,6 polegadas. A fabricante pretende introduzir portáteis ultraleves no mercado, sem que isso signifique cortar no poder do processamento. Ambos os modelos apresentam processadores Intel de oitava geração e uma arquitetura técnica que lhes permite uma autonomia de cerca de duas dezenas de horas, com a sua bateria de 72Wh - que, destaca a marca, pode ser carregada em três horas.

O Gram pretende situar-se no mercado Premium, segundo Vítor Ribeiro da LG. Existe um potencial de mercado dos ultraslim, com um crescimento de 16 mil unidades de 2016 para 2017, no mercado de consumo, e 11 mil na área profissional. A área profissional, numa faixa de 25-45 anos é o alvo das novas versões, numa tendência de crescimento registada nos últimos anos. Carina Miranda, gestora de produto, refere as principais características do portátil: a portabilidade, performance, resistência e funcionalidades adicionais.

Pesando cerca de 1kg, os dois modelos portáteis Gram apresentam um chassis construído em fibras de nano-carbono e magnésio e destina-se, sobretudo, aos utilizadores mais exigentes e “on the go”. A LG submeteu o portátil a diversos textos de durabilidade, tais como o choque, vibrações, baixa pressão, pó, altas e baixas temperaturas e a corrosão do nevoeiro de sal, obtendo a certificação militar MIL-STD 810G do exército norte-americano. Durante a apresentação foi feita a demonstração de flexibilidade do portátil, com o ecrã a ser dobrado, sem partir.

O notebook apresenta um ecrã IPS tátil full HD, com resolução 1080p em ambas as versões. O modelo de 14 polegadas (14Z980) apresenta-se com o mesmo tamanho de um portátil de 13 polegadas convencional, ganhando espaço no ecrã devido à sua moldura mais simples.

O fabricante reclama mais 40% de performance em relação ao modelo do ano passado, devido à troca dos processadores de sétima para oitava geração. Pode encontrar duas versões do chip da Intel, o Core i5 8250U e o i7 8550U nos novos modelos. Ambos foram equipados com 8GB de memória RAM DDR4 e 256GB SSD para armazenamento de dados. E se não tiver satisfeito com o espaço livre, o chassis do portátil contém um slot M.2 adicional para um SSD extra.

De notar que sendo um portátil mais vocacionado para a produtividade no trabalho, e entretenimento que não sejam videojogos, esta solução não tem uma placa gráfica dedicada. O processamento gráfico está integrado no sistema da Intel.

Para dar um toque pessoal ao ultrafino, a LG oferece um leitor biométrico de impressões digitais integrado no botão de energia. Este sistema permite desbloquear rapidamente o computador para começar a trabalhar (em menos de 10 segundos), mantendo-o ao mesmo tempo seguro. Enquanto pressiona o botão para ligar o portátil, o leitor faz simultaneamente o scan às impressões do utilizador.

O chassis do portátil tem ainda uma porta USB-C/Thunderbolt 3, que serve simultaneamente para alimentar o computador, mas também como entrada extra para um periférico, seja um disco externo ou um ecrã adicional. Além disso, tem saída HDMI e três portas USB 3.0 (no modelo de 14 polegadas apenas tem duas portas USB) para que não deixe de ligar todos os periféricos necessários para o trabalho. Todos os modelos têm ainda entrada para headphones DTS: X. O teclado é retroiluminado, permitindo trabalhar em ambientes com pouco iluminação. A sua otimização da ventoinha, permite manter o portátil refrigerado, mas com um mínimo de ruído.

Os portáteis Gram chegam a Portugal no início de julho, sendo as diferentes configurações com preços estabelecidos entre os 1.290 euros e 1.749 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.