Contado seria difícil de acreditar, mas a LG mostra para que ninguém tenha dúvidas. A gigante asiática revelou um televisor OLED ultra-fino, com apenas 0,97 milímetros de espessura - sim, menos de um milímetro. Quer isto dizer que a TV consegue ser mais fina do que uma moeda de um cêntimo.

Mas o feito de engenharia não fica por aqui. Devido ao perfil tão fino do televisor o sistema de fixação é magnético, querendo isto dizer que é possível colá-lo numa qualquer parede sem grande dificuldade - apenas precisa de ter suportes magnéticos.

[caption]LG[/caption]

O peso da TV de 55 polegadas também é bastante reduzido, pesando apenas 1,9 quilogramas. A título de exemplo, um típico LED de 55 polegadas pesa em média mais de dez quilogramas.

O modelo é para já apenas um protótipo e não foram dadas indicações de quanto poderia custar um televisor como o que foi anunciado. A imprensa internacional revela que a LG tem planos para continuar a apostar forte no OLED, tanto na produção de TVs próprias como na venda de painéis para outros fins - como por exemplo, ecrãs publicitários.

A aposta nesta tecnologia de ecrã e em televisores de gama alta parece estar a surtir efeitos também em Portugal. A LG é atualmente a empresa que mais fatura com televisores no mercado nacional: 2,03 milhões de euros no primeiro trimestre do ano, o que corresponde a 36,3% da faturação do total de mercado.

Para os números contribuíram muito as vendas dos televisores Ultra HD, nos quais a marca detém quase 50% de quota de mercado, mas o destaque vai para o crescimento superior a 1.000% na venda de televisores OLED entre os primeiros três meses de 2014 e 2015. Só em março deste ano a LG comercializou cem unidades destas TVs em Portugal, de acordo com informação partilhada pela empresa.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.