A sexta edição do evento realiza-se nos próximos dias 21-24 de novembro, agora sob organização interna da Fundação AIP FIL, detentora da marca e pretende introduzir novidades tendo em vista algumas novas estratégias: aproveitar o bom posicionamento atual de Portugal na área de turismo de negócios e expandir-se internacionalmente nos próximos três anos, sobretudo à vizinha Espanha.

Durante a apresentação oficial do evento, no Centro de Congressos da FIL, Luis Pinto, ligado à organização do evento desde a primeira edição, revelou novidades para este ano, muitas das quais reveladas pelo SAPO TEK em primeira-mão. O Grupo Cofina passa a ser um parceiro oficial do evento nos próximos anos, criando sinergias para realizar iniciativas de interesse comum.

A organização revelou que as três fabricantes de consolas vão estar presentes no evento, nomeadamente a Sony, a Nintendo e a Microsoft. Foi também confirmado o espaço retrogaming, destacando o regresso do Museu Nostálgica na ativação de um espaço totalmente caracterizado para o efeito.

A AIP afirma que no ano passado recebeu 61 mil visitantes (auditados pela UFI: Global Association of the Exhibition Industry), dos quais 12.500 foram alunos. Para 2019 a organização conta com uma estimativa de 80.000 visitantes, aumentando o número de estudantes a 18.000 “pois vamos alargar aos alunos do primeiro ciclo do ensino básico, alargando o Serviço Educativo com conteúdos próprios”, revela Luis Pinto. No programa educativo, a organização conta com toda a sua experiência no evento Futurália que traz milhares de jovens ao evento, oferecendo parceiros como a DGE, ISCTE-IUL, Happy Code, Microsoft, Nostalgica, a Ludoteca, ETIC, VR Vai à Escola, entre outros a serem confirmados futuramente.

Para os próximos anos, a AIP vai fazer um grande investimento para introduzir novidades ao evento, sobretudo ao nível do engagement e para isso criou uma aplicação de interação para os smartphones, o LGW Club. Um dos objetivos é criar uma comunidade que interaja entre si sobre os temas relacionados com o evento. A app terá conteúdos, informações e até campanhas na área digital, que incluem giveaways, novidades sobre a indústria durante o ano, e sobretudo, libertar espaço para que as marcas e influencers possam igualmente participar.

Já no evento, a aplicação pretende ser utilizada como passe para entrada no recinto, ter a informação e horários das atividades em tempo real, assim como ter acesso a espaços de experiências exclusivas e a áreas free-to-play, assim como passatempos e merchandising personalizado.

A Ludoteca e a Associação de Produtores de Videojogos vão animar o espaço Loading-zone, com espaços de interação e divulgação de projetos. Há outros espaços temáticos e dedicados, que o SAPO TEK conheceu quando revelou os planos do evento. O Cosplay será também uma aposta do evento, com desfiles e competições a nível nacional, com a possibilidade dos vencedores representarem Portugal num evento em Espanha. Relativamente aos eSports, a organização anunciou o OMEN Atlantic Challenge, abrindo o palco do Lisboa Games Week a equipas internacionais, nomeadamente em competições de Counter-Strike. Vai ser também realizado a final nacional de League of Legends no evento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.