Já estão a ser entregues nas escolas do primeiro ciclo os portáteis que dão continuidade ao programa e-escolinhas. Depois de uma interrupção na distribuição dos equipamentos durante o ano lectivo passado, que se deveu aos atrasos no concurso público que escolheu o fornecedor do equipamento, a distribuição foi retomada.



A ministra da educação, Isabel Alçada, já tinha garantido que com o início do novo ano escolar os Magalhães - o equipamento mantém-se já que o resultado do concurso público voltou a colocar a JP Sá Couto na condição de parceiro do projecto - chegariam às escolas.



Ontem, o secretário de Estado da educação, João Trocado da Mata, voltou a falar no assunto para confirmar que a distribuição já começou e que se prolongará pelos próximos meses.



"Foi iniciada a distribuição dos computadores com a abertura do ano lectivo", disse o responsável em declarações à Antena 1. Segundo a mesma fonte, o processo "vai prolongar-se nos próximos meses" e deve decorrer a uma média de "3 mil computadores por dia".



O Magalhães é a peça central do programa e-escolinhas, que visa fomentar o uso das tecnologias de informação nos primeiros anos de escola. Os portáteis que agora começam a chegar às escolas são as 250 mil unidades do equipamento, adquiridas no ano passado por via de um concurso público e vão visar alunos do primeiro e segundo ano do ensino básico.



Desde o arranque do programa - no ano lectivo 2008/2009 - foram distribuídos 400 mil portáteis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.