Os dados da empresa de segurança revelam que 38% dos utilizadores de soluções de segurança da empresa foram vítimas de, pelo menos, um ataque informático ao longo do ano. Neste universo, foram contabilizadas tentativas de roubo de dinheiro em 2 milhões de equipamentos.



Os dispositivos móveis ganharam destaque como alvos das tentativas de ataques, sobretudo o universo Android, onde foram bloqueados 1,4 milhões de ataques, quatro vezes mais que no ano passado. Para o sistema operativo móvel foi identifico um total de 295.500 ameaças.



As tentativas de acesso a informação sobre contas bancárias foi outra área em destaque ao longo de todo o ano, com 12.100 novos trojans identificados, nove vezes mais que em 2013. Mais de metade dos ataques tinham como objetivo roubar dinheiro às vítimas e 75% dos ataques realizados com este objetivo (roubar dinheiro) tiraram partido de malware bancário. A segunda ameaça mais popular a este nível teve a ver com o roubo de carteiras de bitcoins.



O país que alojou maior número de websites maliciosos voltou a ser os Estados Unidos (44%), mas este ano a segunda nação da lista é a Alemanha, ao contrário do que aconteceu no ano anterior, quando a segunda posição neste ranking coube à Rússia. A terceira posição também está na Europa e é ocupada pela Holanda.



Em 2014, a Kaspersky detetou, em média, 3,9 milhões de ataques por dia. Ao longo do ano identificou 123 milhões de objetos maliciosos, a maioria dos quais (74%) detetados em URL maliciosos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.