A versão digital de Julia White surgiu no palco para traduzir o discurso para japonês. Na prática, o software captou gravações da voz de Julia White para criar uma assinatura de voz da executiva, parecendo que está a falar japonês.

Apesar de a executiva não falar japonês, o holograma recorreu à inteligência artificial do Azure para reproduzir o discurso em japonês numa voz muito parecida à da executiva. Antes disso, Julia White teve de se deslocar até um estúdio de realidade virtual, para que a Microsoft a transformasse numa réplica exata do holograma.

A Microsoft considera que a ferramenta, que irá estar disponível para qualquer língua, poderá ser bastante útil no local de trabalho, como se constata no site oficial do Hololens 2. Treino e formação de novos funcionários poderá ter, por exemplo, uma dinâmica completamente diferente, sendo possível dar formações com hologramas.

A nova versão dos óculos de realidade aumentada HoloLens foi apresentada em fevereiro deste ano, num evento em Barcelona. No fundo, este o software confirmou um passo em frente na realidade mista, mais integração e a abertura da plataforma a parceiros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.