Embora o metaverso esteja na “moda”, com várias empresas a apostarem nesta área, a Apple não será uma delas. Ao que tudo indica, o headset de realidade aumentada e virtual da empresa da maçã não terá sido concebido para longos períodos de utilização centrados num metaverso, mas sim para experiências mais curtas.

De acordo com a mais recente newsletter de Mark Gurman da Bloomberg, a ideia de um metaverso foi inicialmente considerada, mas passou a estar fora dos planos da Apple para o seu headset. O foco estará em experiências curtas centradas em áreas como comunicação, visualização de conteúdos e gaming.

Os rumores acerca do que a Apple poderá apresentar circulam já há algum tempo. Ainda em novembro do ano passado, o conhecido analista Ming-Chi Kuo avançou com algumas projeções sobre o headset.

Analista da Apple prevê lançamento de headset de realidade aumentada em 2022
Analista da Apple prevê lançamento de headset de realidade aumentada em 2022
Ver artigo

Contradizendo rumores anteriores, Ming-Chi Kuo salientou que o sistema que está a ser desenvolvido pela Apple seria autónomo, com uma capacidade de processamento ao nível de um computador Mac, e que teria o seu próprio ecossistema, para uma experiência mais envolvente para os utilizadores.

De acordo com as suas previsões, a Apple poderá lançar o headset de realidade aumentada em 2022, apontado para o quarto trimestre.

Já em dezembro, rumores deram a conhecer que a gigante tecnológica estaria à procura de talento especializado na área, tendo até contratado Andrea Schubert, até então diretora de Relações públicas da Meta, casa-mãe do Facebook, para as tecnologias de realidade aumentada.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.