A Microsoft revelou hoje, segunda-feira, uma nova ferramenta para personalizar aplicações da próxima versão da sua suite de produtividade para escritórios, o Office 11, baseada no ambiente de desenvolvimento Visual Studio. Denominada Visual Studio Tools for Office, esta ferramenta tira partido das capacidades de partilha de dados da linguagem XML (eXtensible Markup Language) de forma a ajudar os programadores a criarem aplicações baseadas no Office.



As funcionalidades melhoradas destinam-se a permitir que as empresas adaptem o Microsoft Word e Excel para os seus processos específicos de negócio. A ferramenta irá funcionar com as versões 11 do software de processamento de texto e de folhas de cálculo, que deverão ser lançadas com o pacote Office em meados do próximo ano.



Com esta integração do Office no Visual Studio, os programadores que trabalham com as linguagens Visual Basic e C# da Microsoft poderão beneficiar de um ambiente de desenvolvimento profissional. Ao mesmo tempo, poderão também tirar vantagens da infra-estrutura .Net do Visual Studio .Net, que gera automaticamente a maior parte do código de baixo nível necessário para aplicações de ligação em rede.



A concorrente Sun Microsystems também está a preparar o lançamento de produtos semelhantes para a sua suite de aplicações StarOffice. Em meados do próximo ano, a companhia espera lançar uma versão deste software que irá permitir que os programadores profissionais da linguagem Java personalizem aplicações do StarOffice.



Os programadores do Microsoft Office utilizam o software Visual Basic for Applications (VBA), que é empregue tanto por profissionais, como por utilizadores intensivos ou executivos capazes de escreverem scripts conhecidos por macros para modificarem as aplicações do Office. Quanto este pacote de produtividade for lançado, a Microsoft irá apetrechar o VBA com a capacidade de integrar serviços Web em aplicações do Office.



A Visual Studio Tools for Office irá também beneficiar do suporte acrescido do XML nos documentos do Office 11, permitindo que os utilizadores estabeleçam as suas próprias definições de esquemas de XML ou estruturas de documentos. O novo ambiente de desenvolvimento irá também introduzir um "smart document application model", uma série de ferramentas para disponibilizar informação contextualizada em documentos do Word ou Excel.



Os administradores de tecnologias de informação também poderão ganhar com a Visual Studio Tools for Office. Por razões de manutenção e de segurança, as empresas podem guardar o código que disponibiliza as funções personalizadas em servidores de rede e restringir o acesso a sites desconhecidos da Web.



Notícias Relacionadas:

2002-10-31 - Office 11 não irá funcionar com Windows 9x, Me e NT

2002-10-23 - Microsoft inicia testes de versão beta do Office 11

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.