A Microsoft apresentou ontem na TechEd 2005 um conjunto de tecnologias e serviços integrados que pretende facilitar o processo de gestão e actualização dos sistemas operativos e aplicações dos seus clientes. Steve Balmer, CEO da empresa, alinhou algumas medidas estratégicas da empresa para melhorar o ambiente de negócios e a exploração das Tecnologias da Informação, onde a segurança assume um papel relevante.



A empresa continua preocupada em garantir que os utilizadores não se esquecem de fazer actualização dos seus sistemas quando existem patches de segurança, considerando que este é um factor essencial para um ambiente mais seguro.



Entre as novidades nesta área contam-se a disponibilidade imediata do Windows Server Update Services e do Microsoft Update. As duas ferramentas destinam-se a garantir maior controle e automatismo na actualização das aplicações e sistemas operativos, sendo o Windows Server Update Services dirigido aos gestores de sistemas e integrado com o Windows Server 2003, enquanto o Microsoft Update deverá substituir o Windows Update nos computadores pessoais, integrando as actualizações de segurança do sistema operativo mas também das aplicações Office e outras soluções da Microsoft.



"[O Microsoft Update] é um acesso único para updates que ajuda a manter os clientes mais seguros, actualizados e com o melhor desempenho", explica em comunicado Gordon Mangione, vice presidente da Unidade de segurança e tecnologia.



Para os utilizadores que quiserem continuar a recorrer ao Windows Update a Microsoft vai lançar uma nova versão da ferramenta, a 6.0, que tem algumas melhorias de navegação e pesquisa, para além de continuar a suportar o Office Update.



Para meados de Julho está ainda previsto o lançamento de duas outras ferramentas de actualização, o Systems Management Server (SMS) 2003 Inventory Tool e o Microsoft Baseline Security Analyzer (MBSA) 2.0. O primeiro integra-se com o motor de pesquisa do Windows Server Update Services e o Microsoft Update para que os gestores de sistemas possam analisar a cada momento o estado das actualizações de segurança na sua rede. Já o Microsoft Baseline Security Analyzer (MBSA) 2.0 permite a detecção de erros de configuração e a falta de updates de segurança nos computadores das empresas.


Steve Balmer confirmou ainda que já foram distribuídos em todo o mundo mais de 200 milhões de cópias do Windows XP S2, em 25 línguas



"Estamos a trabalhar para antecipar tendências da indústria e estamos focados em inovação tecnológica, assim como na redução da complexidade e do custo, tudo para ajudar-vos [gestores de TI] a contribuir para o crescimento e sucesso da vossa organização", sublinhou Steve Balmer no seu discurso.

Notícias Relacionadas:

2005-03-26 - Serviço integrado de actualizações da Microsoft entra em testes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.