A nova versão do programa Windows Genuine Advantage (WGA) Notifications já não irá efectuar uma busca automática de cópias ilegítimas do sistema operativo cada vez que o utilizador fizer log-in. De acordo com o C|net, a Microsoft decidiu eliminar este procedimento devido ao elevado número de queixas que havia recebido por parte dos seus utilizadores relativamente a este facto. Desta forma, o sistema apenas efectuará a pesquisa caso seja da preferência do cliente.




O anúncio da nova versão coincidiu com o final da fase piloto do WGA Notifications, o que significa que o programa irá correr sobre todas as versões de Windows XP que utilizem o serviço de Automatic Updates da Microsoft.




O produto encontra-se em actualização desde terça-feira e estende-se às versões do Windows XP em português - incluindo a versão brasileira - espanhol, inglês, francês, alemão, italiano e holandês.


O WGA Notifications faz parte de um programa lançado pela Microsoft para eliminar as versões pirateadas do Windows. Inicialmente a ferramenta não era distribuída como uma actualização automática, a não ser aos utilizadores de serviços de download do fabricante, que desejavam instalar software adicional - à excepção dos programas de segurança - para Windows.


No entanto, mais tarde, a Microsoft modificou o sistema pondo em marcha o WGA Notifications, este sim, distribuído como parte do Automatic Updates, e que em caso de incidência recorda aos utilizadores que a sua versão do Windows não é legítima, relembrando os benefícios de utilizar "software Windows original".


Com a nova versão da ferramenta, a Microsoft inclui instruções para eliminar versões antigas do programa do PC.


Desde o momento em que o WGA foi lançado, no ano passado, os utilizadores têm mostrado o seu descontentamento, acusando o Notifications de actuar como uma espécie de spyware já que envia automaticamente informações sobre o PC do utilizador à Microsoft, sem permitir que os clientes saibam exactamente que tipo de dados estão a ser enviados.


Analistas norte-americanos revelam à imprensa internacional que "a Microsoft apresenta a ferramenta como uma coisa transparente, para protecção dos utilizadores contra software pirateado, mas a questão fundamental é que a empresa quer que sejam pagas todas as cópias do seu sistema operativo em utilização".


Os números apresentados pela Microsoft, na altura do lançamento do WGA Notifications, revelam que um terço do software em circulação no mundo é pirateado (36 por cento) com um custo anual para a indústria de 29 mil milhões de dólares

Notícias Relacionadas:

2006-06-22 -Iniciativa de Conformidade de Software da Microsoft identifica 176 entidades em falta

2005-01-26 - Microsoft vai tornar obrigatório programa de verificação do software

2004-10-28 - Programa anti-pirataria da Microsoft oferece software

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.