Em maio, a Microsoft anunciou durante a conferência anual Build a integração do Copilot no Windows 11 e a possibilidade de os programadores desenvolverem os seus próprios sistemas de copiloto baseados em novas ferramentas do GPT-4. A mais recente versão “preview” do Windows, disponível no programa de testes Insider, já é possível testar o Copilot para Windows 11 (inicialmente para um grupo restrito de utilizadores). A Microsoft diz que esta primeira versão se foca na integração da experiência de UI (interface de utilizador).

A barra de ferramentas ganha um novo ícone de acesso ao Copilot e este aparece numa barra vertical lateral à direita, sem se sobrepor aos conteúdos do desktop. Este vai correr juntamente com o Windows, permitindo interagir com o Copilot sempre que precisar.

Para esta primeira versão, a Microsoft está a testar algumas funcionalidades, acedidas através de perguntas e pedidos que pode fazer ao sistema de inteligência artificial generativa. Pode mudar para o Modo Escuro, ativar a função “não incomodar” ou captar uma imagem. Também é possível pedir um sumário do website que esteja ativo no browser Edge. Pedir que escreva uma história e dá o exemplo de “um cão que vive na Lua”. Ou então, que desenhe uma imagem com a descrição que quiser.

Veja na galeria imagens das novidades que vão chegar ao Windows 11:

A Microsoft diz que o Copilot do Windows com o chat do Bing gera respostas que sejam contextuais, de forma a melhorar a experiência dos utilizadores no sistema operativo. E espera continuar a recolher o feedback dos utilizadores para melhorar a experiência. A fabricante diz ainda que esta versão tem um conjunto básico de plugins de definições do Windows, mas ainda não suporta os plugins de terceiros.

A nova página de definições pretende oferecer uma experiência mais dinâmica e personalizada. O objetivo é oferecer acesso mais rápido a definições importantes e ajudar a gerir a conta Microsoft. Isso é feito através de cartões interativos que representam as definições, que foram otimizados com a informação mais relevante. Para já estão disponíveis sete destes cartões, que incluem definições recomendadas, armazenamento na cloud, recuperação de conta, personalização, Microsoft 365, Xbox e equipamentos Bluetooth.

O Windows vai também suportar nativamente mais formatos de ficheiros de arquivo, entre eles o .rar, o .7z, .tar, .tbz e outros. Ainda assim a Microsoft diz que há algumas quebras de performance com alguns dos formatos de ficheiros.

Outra novidade é a nova experiência do volume, através das definições rápidas. A Microsoft diz este apresenta um misturador de volume moderno, permitindo personalizar o áudio por cada aplicação. Os utilizadores vão ainda poder trocar os equipamentos rapidamente. E há um novo atalho de acesso, premindo as teclas de Windows + CRTL + V para que os utilizadores definam rapidamente o som das aplicações.

Existem mais algumas pequenas melhorias ao Windows 11 que pode consultar no blog oficial da Microsoft.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.