com o apoio MEO
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Microsoft investe na preservação do meio ambiente com novo "computador planetário"

A iniciativa consiste em gerar insights acerca do estado do ambiente e remetê-los para organizações ambientais e governos de todo o mundo, de forma a auxiliar a tomada de medidas que ajudem a construir uma sociedade mais sustentável.
Microsoft investe na preservação do meio ambiente com novo

A Microsoft anunciou no início do ano que tinha planos para tornar a sua pegada carbónica negativa. Já várias empresas do sector se tinham comprometido a atingir a neutralidade carbónica, pelo que os planos da tecnológica norte-americana são, no mínimo, ambiciosos. No entanto, esta não é a única iniciativa que a gigante de Redmond tem em linha no departamento ambiental.

Esta semana, a Microsoft anunciou um novo projeto chamado "Planetary Computer". A iniciativa consiste na recolha de dados e imagens e no processamento destes com recurso a inteligência artificial e machine learning. A ideia é chegar a insights acerca do estado do ambiente e remetê-los para organizações ambientais e governos de todo o mundo, de forma a auxiliar a tomada de medidas que ajudem a construir uma sociedade mais sustentável.

O "Planetary Computer", ou "Computador Planetário", em português, é uma extensão do projeto AI for Earth, que coloca ferramentas de inteligência artificial nas mãos dos parceiros que trabalham assuntos relacionados com o oceano, a floresta, a agricultura e a vida animal. Neste sentido, a empresa avança ainda que planeia investir em áreas mais específicas do sector ambiental, tal como a identificação de espécies e o mapeamento de zonas selvagens.

Importa ainda sublinhar que a Microsoft vai começar a colaborar com o Group on Earth Observations Biodiversity Observation Network que vai receber 1 milhão de dólares da tecnológica para prosseguir com os seus trabalhos de investigação sobre o meio ambiente. No âmbito desta parceria, a organização vai tratar de monitorizar a biodiversidade e criar novos padrões de medição que ajudem outros investigadores a trabalhar nos seus projetos ambientais.

A Microsoft não avançou mais detalhes, mas é claro que a tecnológica tem intenções de dar mais substância aos seus registos de dados com ainda mais data, neste caso, para ajudar a preservar o meio ambiente e a vida selvagem.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Veja também

 
 

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.