A Microsoft está a lançar uma atualização de última hora para várias versões do Windows. O update é uma forma de colmatar as falhas de segurança provocadas por bugs recentemente descobertos em processadores da Intel, AMD e ARM. A atualização deverá ser descarregada e instalada automaticamente durante esta quinta-feira, dia 4 de janeiro, em todos os computadores com Windows 10.

Note que apesar de a Microsoft já estar a endereçar o problema, a resolução deste passará também por atualizações de firmware que serão brevemente lançadas pela Intel, AMD e outras fabricantes envolvidas neste processo. Em adição, alguns anti-virus terão também de atualizar os seus programas de forma a que estes consigam funcionar em paralelo com os novos patches dos processadores, dado que estes deverão fazer algumas alterações ao nível do Kernel (núcleo central) do sistema operativo.

A imprensa internacional adianta que alguns destes processadores poderão abrandar a sua performance após a instalação das atualizações. Versões com arquitetura de produção baseada em Skylake ou modelos mais recentes (Kaby Lake e Coffee Lake) não deverão ser substancialmente afetados.

As vulnerabilidades que estão agora a ser endereçadas foram descobertas recentemente e afetam quase todos os aparelhos eletrónicos fabricados ao longo dos últimos 20 anos. Segundo várias fontes, os bugs dão acesso a várias zonas protegidas de memória do Kernel, fazendo com que qualquer aplicação possa, na pior das hipóteses, aceder a todas as informações de outra, criando assim uma espécie de túnel virtual que pode ser explorado num ataque para roubar qualquer tipo de dado de um computador ou smartphone.

Note que para além dos PCs com Windows, também os computadores com Linux e Macs estão vulneráveis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.