Ainda agora começou 2019 e já há novos fenómenos do espaço para observar. Neste caso e a chuva de estrelas conhecida as Quadrântidas, um fenómeno que decorre desde o dia 28 de dezembro e irá prolongar-se até 12 de janeiro, mas é na madrugada entre o dia 3 e 4 de janeiro, mais concretamente às 2h20 da manhã que decorrerá o seu pico. Se tudo correr com planeado pelos cientistas, será possível ver uma média de 120 meteoros por hora.

As Quadrântidas são uma das melhores chuvas de meteoros, apesar de serem menos conhecidas que as Perseidas ou Gemínidas, por ser um fenómeno mais curto, com um pico de atividade com uma média de 4 horas, e devido breve momento, é possível passar despercebido por decorrer durante o dia, como explica o Observatório Astronómico de Santana, nos Açores.

tek chuva estrelas

Não será o caso do dia de hoje, com o fenómeno a beneficiar quem o observa a partir do ocidente europeu, sobretudo porque não existe Lua (quarto minguante com uma visibilidade de 5%). O observatório recomenda a observação num lugar escuro, evitando a “poluição luminosa” das cidades.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.