Provavelmente já teve problemas de internet em casa, e ao ligar para o suporte técnico deve ter recebido instruções para desligar e voltar a ligar o router para despistar problemas. Pois bem, poderia ter sido essa mesma instrução que a NASA deveria ter dado aos seus engenheiros quando o telescópio espacial Hubble avariou no dia 5 de outubro. Um dos giroscópios que guia o Hubble avariou, colocando-o em modo segurança, desligando os sistemas eletrónicos não essenciais.

O plano inicial era substituir o giroscópio avariado, mas não correu como planeado. A sua rotação acelerou em demasia, impedindo que o telescópio se fixasse no local certo para trancar os alvos necessários para observar. Para diminuir essas rotações e reparar de vez o equipamento, a NASA desligou o sistema e voltou a ligá-lo.

Obviamente que o processo de “reparação” foi um pouco mais complexo, e como explica a Agência Espacial Americana, foi necessário mover o giroscópio para mudar de alta para baixa rotação. Ao que parece, o sistema precisou ser desligado e ligado novamente para limpar qualquer erro que pudesse ter, depois de estar parado por cerca de sete anos e meio.

A NASA irá proceder a mais testes, sobretudo para garantir que o sistema de backup não falhe. Se tudo correr bem, o Hubble voltará a trabalhar nos próximos tempos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.