A NASA refere que a tempestade de areia em Marte foi detetada a 1 de junho e, quando verificou que estava muito próxima do Opportunity, despoletou o plano de contingência. Em poucos dias, a tempestade expandiu-se ao longo de 18 milhões de quilómetros quadrados do planeta vermelho, apanhando o local onde o rover se encontrava, em Perseverance Valley. O estado meteorológico era tão intenso que impediu a sonda de captar a luz solar para se "alimentar".

No dia 6, os níveis de energia do Opportunity baixaram significativamente, obrigando-o a mudar para operações básicas e cancelar as análises científicas. Desde então o robot tem “lutado pela sobrevivência” e a boa notícia é que os engenheiros da NASA receberam uma transmissão no domingo de manhã, um sinal positivo e uma “prova de vida”. Segundo a agência espacial norte-americana, se a tempestade persistir, existe o risco de o robot ficar sem energia para enfrentar o frio intenso e voltar ao ativo depois do céu clarear.

tek marte
O mapa de Marte mostra a tempestade de areia. O pequeno ponto azul é o local onde se estima estar o Opportunity.

De lembrar que o rover é um “corajoso sobrevivente”, que desde 2004 se encontra em Marte, tendo ultrapassado os cinco mil dias no planeta, superando, há muito tempo, o objetivo inicial. Em 2007, o Opportunity também foi apanhado por uma tempestade ainda pior, segundo a NASA, deixando-o duas semanas a trabalhar em estado mínimo. Durante dias não houve contacto com o veículo para poupar baterias, e o mesmo poderá estar a acontecer atualmente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.