A Nintendo eShop da Europa vai deixar de obrigar os jogadores a descarregarem os jogos classificados como para maiores de 18 entre as 23 horas e as 3 horas da noite. Com efeitos imediatos, os utilizadores da Nintendo Wii U e da 3DS vão poder descarregar todos os jogos a qualquer hora do dia.

A entidade de Autorregulação do Software de Entretenimento da Alemanha (USK) analisou o sistema de controlo parental que existe nas duas consolas da marca japonesa e deliberou que o "sistema é de alta qualidade e oferece um notável nível de proteção para as crianças", escreveu a Nintendo numa nota enviada aos utilizadores da consola.

"Procuramos sempre proporcionar uma experiência de jogo segura a jogadores de todas as idades e cumprir as restrições legais em termos de classificação etária aplicáveis a cada mercado europeu", escreveu ao TeK a Nintendo Portugal, que confirmou o levantamento das restrições.

A restrição que existia no horário para download de títulos jogáveis funcionava de acordo com as leis do controlo parental alemãs, local onde está sediada a Nintendo na Europa, mas tinha implicações em todos os países europeus.

Ainda assim, a decisão peca por tardia já que a Nintendo 3DS está no mercado há dois anos e a Wii U leva cinco meses de comercialização.

A situação era criticada por vários jogadores em fóruns, muito por culpa do horário tardio a que tinham que se sujeitar para fazerem o download dos jogos e também por causa da quantidade de dados elevada que alguns jogos contêm - acima dos 4GB - e que juntamente com uma ligação à Internet com pouca largura de banda dificultavam ainda mais a tarefa.~

Ao TeK, a Nintendo Portugal revelou não ter conhecimento de qualquer queixa por parte de utilizadores nacionais relativamente às restrições de horário.

Nota de redação: Foram acrescentadas as declarações da Nintendo Portugal


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.