Para já não há detalhes adicionais que indiquem uma data para o fim da produção de consolas, nem pormenores relativamente à forma como isso afetará os diferentes mercados e quando. A nota publicada no site revela apenas que "está previsto que o fabrico termine em breve".

A decisão da Nintendo acaba por não surpreender, tendo em conta a "idade" da versão original da Wii e os esforços que a marca vem fazendo para permitir uma experiência de jogo na consola idêntica para todos os títulos: aqueles que foram criados já para a Wii U e os que ainda vêm da geração Wii.



Nessa linha, uma das novidades da última atualização feita pela empresa à versão mais recente da Wii U, disponibilizada já esta semana, é o suporte para jogos criados para a versão anterior diretamente no ecrã da Wii U. A mesma atualização integra várias correções, melhorias ao software da nova consola.



A Wii foi lançada há cerca de sete anos. Desde que o modelo chegou às lojas foram vendidas perto de 100 milhões de unidades da consola, que concorre com a Xbox da Microsoft e a PlayStation da Sony, mas também com outros modelos da fabricante, dirigidos ao segmento portátil, como é o caso da 3DS.



A Wii revolucionou a forma de jogar consola, introduzindo novos comandos e novos acessórios que exploraram a um novo nível aquilo que outras marcas já começavam a tentar fazer (PlayStation com o EyeToy, por exemplo) mas ainda sem grande estratégia.



A sucessora Wii U teve um arranque de vendas difícil e continua a ter uma adesão lenta, que a oferta mais tímida de jogos na Wii U que noutras consolas não tem permitido alterar.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.