Foi descoberta uma técnica de ataque a computadores que consegue contornar a protecção oferecida pela maioria dos antivírus disponíveis no mercado. McAfee, Trend Micro, AVG e Sophos estão entre as empresas cujos produtos para Windows são vulneráveis, segundo a Matousec .

Num relatório disponibilizado recentemente, a empresa explica que o ataque evita a detecção pelo antivírus, conseguindo redireccionar as requisições do sistema Windows utilizadas na verificação de programas potencialmente nocivos.

A técnica permite alterar os resultados do processo de detecção, levando a solução de segurança a classificar um vírus como um ficheiro “limpo”.

“Isto é muito sério porque, provavelmente, qualquer software de protecção que corra em Windows XP pode ser ‘enganado’ desta forma”, afirma Alfred Huger, da Immunet, citado pelo Computerworld.

De acordo com a Matousec, que testou a técnica em sistemas Windows XP SP3 e Vista SP1, mais de 30 antivírus para Windows, incluindo os oferecidos por empresas como a Symantec, McAfee, Trend Micro, BitDefender e Sophos, estão vulneráveis à nova ameaça.

As opiniões em relação à descoberta, contudo, dividem-se. A F-Secure partilha da preocupação da Immunet , já a Sophos e a Trend Micro mostram-se pouco convencidas. “Com base numa primeira análise tornada pública, acreditamos que a estratégia de ataque em causa é demasiado complexa, apresentando vários pormenores tornam improvável a sua utilização prática”, declarou um porta-voz da McAfee.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.