Os processadores IBM da linha PowerPC vão passar a consumir menos energia graças a um sistema que permite desligar partes do dispositivo que não estejam a ser utilizadas.



O PowerPC 405LP terá circuitos que desligam secções do chip quando não estão em utilização, ligando-as logo que sejam necessárias e vai combinar várias tecnologias já existentes para a redução do consumo dos processadores, como a arquitectura silicon-on-insulator (SOI) e conectores de cobre. Esta possibilidade de gestão das suas diferentes zonas para as ligar e desligar poderá levar a que o 405LP só consuma dez por cento de energia comparativamente aos antecessores da linha PowerPC.



O processador, que só deve ser lançado no próximo ano, também inclui funções para optimizar o desempenho de tarefas de encriptação de dados e reconhecimento de voz.
Segundo os dados a que a C|Net teve acesso, a IBM está a trabalhar com cinco fabricantes que consideraram a integração do novo chip em produtos electrónicos e computadores de mão.



A IBM vai dar a conhecer os dados técnicos do 405LP no Microprocessor Forum durante a próxima semana, na mesma altura que a Intel apresenta o seu chip com o nome-de-código Banias, que também se deverá distinguir pelo seu sistema de poupança de energia, mas que só será produzido em 2003.



A tecnologia de poupança energética da IBM vai aparecer inicialmente na sua gama de processadores PowerPC, mas deverá ser incluída em produtos de outros fabricantes, como a Hewlett-Packard, a quem a IBM já licenciou a tecnologia.



Notícias Relacionadas:

2001-10-02 - Intel lança novos processadores para computadores portáteis

2001-01-11 - IBM continua a liderar patentes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.