O tribunal revalidou a autorização da agência para a recolha de metadados das comunicações telefónicas dos cidadãos residentes nos Estados Unidos, permitindo que a medida continue no terreno, mesmo com toda a polémica gerada pelo tema nos últimos meses.



A autorização concedida pelo Foreign Intelligence Surveillance Court, tribunal especializado neste tipo de questões é a 36ª autorização no mesmo sentido, o que tem permitido a manutenção da medida, em vigor há mais de sete anos.



Desde que Edward Snowden, ex-analista da agência, divulgou a existência do programa e os seus contornos, que a política de vigilância da agência está sob escrutínio e nos EUA existem várias ações legais sobre o caso e outras tantas propostas para alterar a lei.



Os processos já apreciados revelam decisões antagónicas, mas está claro que a NSA e as políticas norte-americanas de vigilância continuarão na mira de uma profunda análise e reformulação.



Para já, no entanto, a decisão do tribunal foi divulgada pelo porta-voz do Diretor de Inteligência Nacional dos EUA, numa declaração onde se sublinha que a revalidação sucessiva da legislação torna clara a sintonia de visões entre a administração Obama e os juízes.



A denúncia de que a NSA estaria a monitorizar todas as comunicações telefónicas do país surgiu em junho, trazendo à atualidade uma suspeita que já tinha sido levantada outras vezes na imprensa.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.