A venda de computadores pessoais na Europa, no Médio Oriente e na Europa caiu 10,7% no último trimestre do ano passado, em comparação com igual período de 2011. Ao todo foram vendidos 27,6 milhões de computadores entre outubro e dezembro, menos três milhões do que no ano transato.

A queda no segmento dos PC é menor quando os dados são referentes a todo o ano de 2012. Nos últimos doze meses foram vendidos 105,6 milhões de computadores, menos 1,6% do que durante todo o ano 2011. A venda de portáteis teve uma estagnação, caindo apenas 0,8% durante esse período, enquanto a venda de desktops caiu 2,9%.

A queda pela procura de computadores, que nem o lançamento do Windows 8 conseguiu reverter, e as condições económicas limitadas são apontadas pela IDC como as principais razões para a tendência negativa do mercado. Mas os resultados não surpreenderam os analistas nem apanharam desprevenidos os retalhistas.

"Os retalhistas e distribuidores da EMEA mantiveram-se cautelosos relativamente a pedidos de computadores no sentido de evitaram o acumular de stocks, temendo vendas fracas aos consumidores durante o Natal e antecipando a transição para o Windows 8", referiu em comunicado uma gestora de pesquisas da IDC para a EMEA, Chrystelle Labesque.

Não existe nenhuma referência a Portugal mas o relatório da consultora refere que "a Europa do Sul continua a ser a zona mais afetada pelas dificuldades económicas e pela troca por dispositivos de preços mais baixos incluindo os tablets e os telemóveis".

Estes dados complementam a tendência que se verificou a nível mundial e que ditou a queda de 6,4% na venda de PC no último trimestre de 2012, segundo dados da mesma empresa de análise.

HP na liderança, Lenovo contra a corrente

Relativamente às marcas que mais computadores venderam, a HP liderou no último trimestre ao comercializar 5,6 milhões de computadores (menos 6,9% do que em 2011), superando os 3,06 milhões de PC que a Lenovo conseguiu vender (mais 25,5% do que em 2011). A fabricante chinesa, das cinco marcas que lideraram o mercado da EMEA, foi a única que conseguiu melhorar o registo de 2011.

[caption]PC IDC T4 2012[/caption]

A Lenovo conseguiu também ultrapassar a Acer como fabricante número dois na EMEA. A Asus e a Dell também estão muito próximas da Acer no número de vendas de desktops e notebooks.

No relatório da IDC existe a referência de a Samsung e a Toshiba mantêm a 6ª e 7ª posição, com o número de vendas a manter-se estável. Já a Sony e a Fujitsu tiveram quebra na casa dos 15% durante outubro e dezembro de 2012.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.