Parte integrante do imaginário de muitos filmes de ficção científica, os carros autónomos são um dos desenvolvimentos mais esperados (da realidade) dos últimos tempos. Representantes da indústria automóvel atestaram, no Centre Stage do Web Summit, que estão efetivamente a caminho, embora ainda possa demorar até passarmos a ser o passageiro no lugar do condutor de um deles.

“É inevitável”, considera Marek Reichman, da Aston Martin, mas só vai acontecer quando tivermos estradas, sistemas e legislação que suportem a autonomia total. “O investimento que está a ser feito é incrivelmente importante”, garante.

“Os engenheiros [do sector automóvel] estão a entrar numa dimensão completamente nova do software”, afirmou Martin Hofmann, da Volkswagen. E o software oferece muito mais do que autonomia, “mexe com a experiência de utilização”. Para o responsável da Volkswagen estamos num momento em que "o software lidera", inclusive nos carros.

E se os veículos em si estão a mudar, os modelos de aquisição seguem “por arrasto”. Tal como o mundo não é a preto e branco, Martin Hofmann, também existirão várias opções. “Muitos consumidores que vão querer ter na mesma um carro seu, outros vão querer apenas um serviço que os transporte de A para B, de manhã, à hora de ponta”.

Falando de condução autónoma, vão existir sempre questões éticas para discutir na sociedade, assentiu Carsten Breitfiel, da Byton. “Teremos que chegar a acordo em algumas coisas e isso vai levar tempo”. No palco central do Web Summit quis, no entanto, deixar um ponto assente de que a tecnologia vai salvar vidas. “Não vamos poder evitar os acidentes completamente, mas vamos conseguir com que diminuam em cerca de 80%”.

O Web Summit 2018 arrancou esta segunda-feira e vai prolongar-se até à próxima quinta-feira, dia 8 de novembro, com vários palcos a funcionarem, por onde vão passar centenas de oradores. Acompanhe tudo o que se passa com o SAPO TEK.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.