A Lumix GH6 é a nova câmara mirrorless híbrida da Panasonic, que fabricante tinha feito um teasing há quase um ano, mas que acabou por adiar a apresentação formal. O equipamento apresenta um novo sensor MOS em tempo real de 25,2 megapixéis e permite gravar vídeo 4:2:0 10 bits em 4K até 120 FPS. A câmara tem também um modo de gravação 5.7K a 60 FPS. Pode optar por um rácio de imagem 17:9 (resolução de 5728x3024) ou o formato 4:3 anamórfico (resolução 5760x4320).

Uma das novidades da Lumix é o uso do codec Apple ProRes 422, um padrão profissional, capaz de oferecer imagens de maior qualidade em baixa compressão. A marca diz que este codec minimiza significativamente a carga do computador durante a pós-produção.

A câmara tem um estabilizador de imagem Dual I.S. de 7,5 passos, assente em 5 eixos, que a marca diz poder controlar o corpo da máquina e a sua lente OIS para os passos de recorreção. O sistema vai ser útil para gravar imagens em câmara lenta, mantendo a alta resolução e com áudio. O sistema VFR (variable frame rate) permite registar em super câmara lenta ate 12,5x a 10 bits 24p/300 FPS.

Veja na galeria imagens da Panasonic Lumix GH6 

A Panasonic introduz ainda o novo motor Venus, que a marca diz oferecer o dobro da capacidade de processamento da versão anterior, oferecendo um desempenho na qualidade de imagem otimizado. Além da alta resolução, este reduz o ruído 2D e 3D para os vídeos, mesmo em definições de alta sensibilidade, refere a fabricante. O motor garante ainda o controlo de cor 3D, oferecendo uma reprodução de cor otimizada, no que diz respeito à sua luminosidade, saturação e tonalidade.

A máquina fotográfica introduz o primeiro sistema sensor MOS em tempo real de 25,2 megapixéis baseado no sistema padrão Micro Four Thirds. O design da câmara foi concebido para obter um número superior de pixéis e uma resolução otimizada, que a marca diz oferecer detalhes mais ultrarrealistas. Assim, além do registo de vídeo 4K a 120 fps, apresenta um disparo contínuo a 75 fotogramas por segundo através do seu obturador eletrónico, que minimiza o efeito de “rolling shutter”.

Outros detalhes da câmara é a sua resistência a condições extremas, incluindo salpicos, pó e em locais mais frios. Tem conetividade wireless via Wi-Fi e Bluetooth. A máquina pesa 823 gramas. Vai chegar ao mercado em março, com um preço de 2.199 dólares (apenas o corpo). Na semana passada a OM Digital Solutions apresentou a sua nova Olympus OM-1 por 2.799 euros.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.