O projeto visa a aplicação de inteligência artificial para fins militares, acelerando o processamento de análise de imagens captadas por drone. Devido ao enorme volume de dados recebidos pelo Departamento da Defesa, este algoritmo permitiria aos militares norte-americanos uma intervenção mais rápida e eficaz.

O envolvimento da Google motivou inúmeros protestos e demissões no seio da empresa. Uma petição, com mais de 4000 subscritores, aliada ao abandono de 12 trabalhadores, conseguiram demover a gigante americana, que optou por deixar expirar o contrato com o Pentágono.

Contudo, a decisão não impediu a continuidade do Project Maven. De acordo com o The Intercept, o projeto estará agora nas mãos da Anduril, propriedade de Palmer Luckey. O jovem empresário, de apenas 26 anos, é conhecido por ser o fundador da Oculus VR, criadora do Oculus Rift.

Os primeiros sinais de um possível envolvimento da Anduril no Project Maven ocorreram na última Web Summit, em Lisboa. Palmer Luckey afirmou então que a sua empresa estaria envolvida num novo projeto, de que não poderia falar. Na mesma conferência, deixou expresso o desejo de que a sua tecnologia viesse a ser utilizada pelos militares americanos.

Palmer Luckey explica que o seu sistema recolhe dados de diferentes sensores, direcionando-os para uma plataforma de fusão alimentada por inteligência artificial, e dessa forma gerar um modelo 3D de tudo o que se está a passar numa área vasta. Depois os dados serão analisados por um sistema de analítica de previsão, etiquetando tudo com metadados, salientando o que for relevante e colocando em ação as pessoas que estão no terreno. “Na prática, no futuro, penso que os soldados serão como super-heróis, que têm o poder da omnisciência perfeita na sua área de operações, onde sabem onde se encontram todos os inimigos, amigos ou outros elementos”, salienta o mentor da empresa, acreditando que no futuro os soldados não carregam armas nas operações, mas sim máquinas operadas remotamente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.