A Intel admitiu ontem que terá de adiar o lançamento da nova versão do seu processador de alta velocidade para desktop até 2005, perdendo a possibilidade de beneficiar do típico aumento de vendas do último trimestre do ano.



A empresa não avançou com uma justificação concreta para os atrasos no fabrico do novo Pentium 4 (a 4 GHz), referindo apenas que está empenhada em "alinhar o processo de fabrico por forma a permitir que a empresa se torne ainda mais forte", escreve a Reuters, citando Laura Anderson, porta-voz da empresa.



O atraso agora anunciado não é o primeiro deste ano e sucede-se a um conjunto de problemas ao nível do fabrico e distribuição de produtos que têm pautado a actividade da empresa em 2004.



Logo no início do ano a data de lançamento prevista para o Pentium M - com nome de código Dothan - sofreu uma derrapagem, ao que seguiram mais dois atrasos para lançamentos previstos em Junho e Julho (para as áreas de desktop e notebooks).



Há poucas semanas a C|Net avançava que está também em risco o lançamento em tempo (ainda para este ano) do Alviso, o novo chipset da marca para a área de notebooks. A notícia atribuía o eventual atraso a problemas ao nível do design e da capacidade de entrega das quantidades adequadas no timing esperado.



Notícias Relacionadas:

2004-07-19 - AMD lança dois novos chips para notebooks enquanto Intel pode atrasar Alviso


2004-01-15 - Intel atrasa comercialização do Pentium M

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.