A indústria norte-americana de jogos de vídeo perdeu pelo menos 1,9 mil milhões de dólares (2,15 mil milhões de euros ou 432 milhões de contos) durante o ano passado devido à pirataria verificada a nível global - metade da qual originária na Coreia e na China -, segundo previsões da Interactive Digital Software Association (IDSA).



Ainda de acordo com os últimos dados da IDSA, as vendas de jogos de vídeo em 2001, nos Estados Unidos, saldaram-se em 6,35 mil milhões de dólares (7,2 mil milhões de euros ou 1,44 mil milhões de contos).



As estimativas da IDSA foram incluídas num relatório que a International Intellectual Property Alliance (IIPA) entregou hoje ao consultor do governo de George W. Bush para a área do comércio e através do qual se pretende que sejam tomadas medidas contra os 50 países que o IIPA alega não fazerem o suficiente para parar com a pirataria de software, incluindo a cópia ilegal no mercado crescente de jogos vídeo e computador.



"Existem pelo menos 100 outros países no mundo onde, virtualmente, não há mercado legítimo para os nossos produtos devido à pirataria agressiva que se faz sentir", afirmou Doug Lowenstein, presidente da associação, citado pela agência de notícias Reuters.



Notícias Relacionadas:

2001-12-31 - Estados Unidos fiscalizam pirataria de software por estudantes

2001-12-16 - "Governo deve recomendar a todos os organismos públicos que legalizem o seu software"

2001-05-10 - Caça ao software com sucesso na China

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.