Chegou a altura de conhecer o Barry. O seu único propósito de vida é ouvir pacientemente e depois protestar um pouco enquanto você o demite de um trabalho imaginário e tudo isto em realidade virtual. O objetivo? Colocar os trabalharadores em situações difíceis e aprenderem com isso.

Construído pela Talespin, uma empresa que disponibiliza ambientes de realidade virtual (RV) em escritórios para treinos, Barry e outras personagens foram desenvolvidas para treinar trabalhadores. Caso seja muito agressivo com ele, o Barry vai colocar as mãos na cabeça. Mas outros erros podem fazer com que ele grite.

A RV está a ganhar força como ferramenta de aprendizagem nas empresas, como é o caso da Walmart e a cadeia americana de restaurantes Chipotle que têm vindo a apostar nesta solução.

Em entrevista ao MIT Techonology Review, o CEO da Talespin, afirma que "estamos a assistir a um interesse constante em criar produtos de treino em torno de entrevistas, conversas difíceis, vendas, análises de desempenho, identificação de práticas recomendadas de diversidade e inclusão".

No entanto, Kyle Jackson admite que Barry ainda tem alguns problemas, à semelhança de outros produtos da RV. Apesar de parecer bastante realista, segue um guião definido, não podendo agir de uma forma muito natural.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.