Ao longo dos últimos dias o TeK tem dado destaque às empresas portuguesas que este ano asseguram presença na CeBIT. A feira alemã, que arrancou na última terça-feira e termina amanhã, é um dos maiores eventos mundiais do sector das Tecnologias da Informação. É um marco incontornável para muitas empresas com ambições internacionais e uma montra indispensável para dar a conhecer produtos e procurar novos contactos com potenciais clientes ou parceiros.



Portugal faz-se este ano representar no evento com sete empresas: Aveidigital, Vortal, IPBrick, SDILAB, FreedomGrow, DLC e Novatronica. Na mesma lista figurava inicialmente também a Eurotux, que em 2012 se estreou em Hanover, mas optou por não repetir a presença e deixar cair a pré-inscrição. Hoje damos destaque à FreedomGrow.



Especializada no desenvolvimento de aplicações baseadas em redes de sensores sem fios, a empresa foi à feira alemã – pela primeira vez este ano - fazer o lançamento da PlugSense Framework.



Como explica Bruno Santos, responsável de marketing, a novidade é “uma plataforma para a criação ágil de aplicações baseadas em redes de sensores sem fios” que a empresa portuguesa quer internacionalizar.



Na estratégia de internacionalização da tecnológica, que desenvolve soluções para a área da restauração e hotelaria, domótica, indústria ou agricultura, estão definidos como prioritários os mercados alemão, britânico e norte-americano.



Esta orientação define determina também a outra opção feita para este ano, em termos da presença em eventos internacionais. A FreedomGrow marcará presença em junho na SensorExpo, em Illinois nos Estados Unidos. Objetivo: criar mercado fora de Portugal, que em 2012 assegurou ainda a quase totalidade da receita gerada.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.