A professora no Colégio Universitário de Londres e investigadora convidada do INESC TEC na Universidade do Minho ganhou uma bolsa no valor de 1,5 milhões de euros para estudar novas abstrações para a programação de redes. Alexandra Silva vai agora coordenar o projeto durante cinco anos.

O que a investigadora vai fazer é trabalhar novas ideias provenientes das áreas da programação, lógica e verificação aplicadas à programação de redes.

Alexandra Silva terá de formar um grupo de investigação que deverá ser composto por dois investigadores pós-doutorados e dois doutorandos. “O mundo está cada vez mais conectado e com redes mais complexas, pelo que aquilo que pretendemos fazer no longo prazo é facilitar as tarefas diárias das pessoas e oferecer garantias de confiabilidade dos sistemas usados”, comenta a professora em comunicado.

A engenharia do software é uma área que engloba várias componentes de criação de programas e sistemas de redes e que do ponto de vista cientifico pode “englobar o uso de modelos precisos e abstratos”, explica a mesma nota de imprensa.

Alexandra Silva dedica-se ao estudo de modelos abstratos, que ajudam no desenvolvimento de verificação de software e hardwares confiáveis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.