A partir de 2024 poderá encontrar os primeiros computadores e portáteis com certificação Wi-fi 7 (IEEE P802.11be), a próxima geração de ligações sem fios. A Intel afirma que tem planeado o lançamento dos primeiros produtos, em alinhamento do calendário de certificação da Wi-Fi Alliance para 2023-2024. E em 2025 a tecnologia chegará ao restante mercado.

Apesar de muitos utilizadores ainda não terem computadores ou smartphones com suporte a Wi-fi 6E, a evolução tecnológica continua em movimento e já se promete mais do dobro da velocidade para a próxima geração. O Wi-fi 7 tem um potencial de transferência de dados de 5,8 Gbps, ou seja, 2.4X mais rápido que os atuais 2,4 Gbps possíveis com as ligações Wi-fi 6E.

A nova geração de redes wireless será crucial para experiências como o streaming de vídeo a 8K, utilização de realidade virtual e aumentada, cloud gaming, aplicações interativas, IoT Industrial, telecirurgia, Indústria 4.0, entre outras tecnologias.

Wi-fi 7

As ligações vão conferir mais velocidade e reduzir a latência nas ligações. A transferência de ficheiros que demora minutos passa a segundos, prometendo uma performance semelhante a ligações com fio. A possibilidade de ligar mais equipamentos à rede e de forma mais estável, mas também aumentar a privacidade e segurança da mesma.

Além das bandas de 2,4 GHz e 5 GHz disponíveis no Wi-fi 6E, a próxima geração de wireless vai explorar a de 6 GHz. E a largura de banda pode chegar aos 320 MHz, o dobro dos 160 MHz do Wi-fi 6E. Outro salto técnico é a passagem de 1K QAM (Modulação de amplitude em quadratura) para 4K QAM, permitindo que cada sinal carregue mais quantidade de dados. A Intel compara este ponto com os transportadores profissionais de otimizarem o espaço dos seus camiões para carregarem mais caixas.

A Intel explica que apesar das redes Wi-fi atuais poderem aceder a múltiplas bandas sem fios, os equipamentos por norma escolhem apenas uma para fazerem as transmissões, mudando entre si mediante a alteração das condições.

Com o Wi-fi 7, os equipamentos vão estar ligados simultaneamente a duas bandas, o que permite maiores velocidades através da agregação. Ou simplesmente, ambas as bandas podem ser usadas paralelamente para partilharem a redundância para melhorar a ligação e oferecer latências ultrabaixas.

Voltando à analogia dos camiões, é como se estes usassem duas autoestradas para levar mais caixas ao destino mais rapidamente. Mais importante, é como se caixas idênticas fossem arrumadas em camiões em duas autoestradas garantindo que pelo menos um chegue ao seu destino. E mais importante, o camião escolherá sempre a estrada mais rápida.

Além da Intel, outras fabricantes estão para lançar produtos baseados em Wi-fi 7 em 2024, como a MediaTek, que em janeiro realizou uma demonstração da sua tecnologia durante a CES 2022. A Qualcomm já listou alguns dos produtos que vão suportar as ligações wireless de próxima geração.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.