O projecto Escola Livres, formado por membros da comunidade Ubuntu-PT e da ANSOL, entre outros, pretende dar novo impulso à utilização de software livre nas escolas portuguesas, quer a nível educativo quer de gestão. Para isso, os membros da iniciativa pretendem formar uma associação sem fins lucrativos dedicada à promoção da adopção de programas de código aberto nas instituições de ensino.



Com a formação de uma associação, o grupo pretende executar alguns projectos que "de outra forma seriam muito difíceis de concretizar sem uma estrutura jurídica, nomeadamente, receber apoios, organizar acções de formação, fazer candidaturas".



Para levar a cabo o projecto será necessário reunir 75 associados fundadores até ao início de 2008, que deverão contribuir com uma quota anual de 10 euros. Isto porque é necessário criar um fundo inicial que permita suportar o processo de legislação necessário para o efeito.



Os membros do projecto Escolas Livres indicam que o pagamento da anuidade só será efectivo caso o projecto arranque. Se o objectivo não for cumprido a criação da referida associação terá de ser adiada.



Todos os interessados em participar no projecto, sejam professores, administradores de sistemas, alunos, membros da comunidade software livre, ou outras pessoas que pretendam tornar-se associadas, podem entrar em contacto com o projecto através dos contactos disponibilizados na página oficial do Escolas Livres.



Notícias Relacionadas:

2007-08-14 - CD com software livre para escolas pode poupar 300 milhões de dólares às famílias

2003-05-08 - Ministério da Educação não quer discutir o uso de Linux nas escolas com ADETTI

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.