A IBM apresentou esta manhã em Lisboa as primeiras ofertas a ficarem comercialmente disponíveis da nova categoria de sistemas integrados inteligentes que a empresa está a lançar, os Pure Systems.
As primeiras novidades materializam-se em duas linhas de produtos: Pure Flex (infraestrutura) e Pure Applications.


Capacidade, consolidação e preparação para a cloud foram as palavras mais usadas por Jim O'Connor, engenheiro e um dos membros da equipa que desenvolveu as novas ofertas, na apresentação realizada no Pavilhão do Conhecimento. As propostas serão posicionadas para três segmentos: Express, Standard e Enterprise. Para já ficam disponíveis as duas primeiras.



À margem do encontro Ricardo Martinho, diretor de software da IBM Portugal, explicou ao TeK que as novas ofertas estão disponíveis no mercado português a partir de hoje. Trazer as novas propostas para Portugal implicou algumas mudanças na IBM, que não foram estruturais, mas pequenos ajustes na forma como a empresa posiciona o negócio de hardware e software, áreas que os Pure Systems integram e que também passaram a trabalhar com maior ligação.


O mesmo responsável garantiu ainda que a IBM Portugal já tem clientes portugueses interessados na oferta, apresentada na semana passada nos Estados Unidos, revelando que ainda hoje a empresa fará uma apresentação das primeiras ofertas Pure num grande cliente da área da banca.


Permitir às empresas uma redução do orçamento TI aplicado à manutenção dos seus sistemas de informação é um dos grandes argumentos da IBM na apresentação das novas linhas de produto.


Ao longo dos últimos meses a empresa tem experimentado os novos produtos junto de alguns clientes de teste e para transmitir a mensagem divulgou os resultados obtidos. Um dos exemplos fornecidos é o de um cliente da área industrial que migrou o sistema de suporte ao seu ERP, suportado em 18 servidores, para as novas soluções IBM e conseguiu uma redução de 78% nos custos de licenciamento de software em três anos.


Para Ricardo Martinho, além da consolidação, a integração e inteligência dos Pure Systems serão argumentos de peso para convencer o mercado a investir, num momento de restrições orçamentais como o atual.


O responsável acredita que as novas propostas são interessantes para grandes empresas mas também para as PMEs nacionais, pelo nível de automatização que integram (linha Express) e preparação para a cloud, antecipa.


Os Pure Systems são o resultado de 2 mil milhões de dólares investidos em investigação pela empresa nos últimos anos. Introduzem uma abordagem diferente daquela que orientava as linhas IBM até aqui, com um foco central na integração, uma estratégia que outros fabricantes também têm vindo a trabalhar.


Ricardo Martinho, compara o lançamento dos Pure Systems ao lançamento do IBM 360 na década de 60 do século passado, em termos de impacto no mercado.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico




Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.