Durante o Salão Internacional Berlim Airshow – ILA, que está a decorrer até ao dia 29 de abril, a ISQ revelou um protótipo de um aparelho móvel assente em realidade virtual, desenvolvido para o sector da aeronáutica. A solução é o resultado do projeto internacional AIRMES (Airline Maintenance Operations implementation), num esforço conjunto de diversos parceiros.

Segundo o comunicado, o dispositivo pretende otimizar os trabalhos de manutenção e reduzir o tempo que os técnicos perdem à procura de documentação específica. A solução pretende aumentar a eficácia das intervenções, a diminuição de custos, e sobretudo, a redução da probabilidade de erro humano.

O projeto enquadra-se no programa europeu industrial de investigação e desenvolvimento tecnológico Clean Sky 2. Esta parceria entre a Comissão Europeia e o sector aeronáutico europeu pretende integrar tecnologias avançadas nas aeronaves, demonstrar configurações inovadoras, procurando mudanças ao nível do desempenho ambiental e económico.

Critical vai integrar projecto europeu de aeronáutica
Critical vai integrar projecto europeu de aeronáutica
Ver artigo

A ISQ afirma que as tecnologias desenvolvidas pelo consórcio permitirão às futuras aeronaves uma redução do consumo de combustível em 20-30%, e a mesma percentagem na diminuição da emissão de dióxido de carbono e dos níveis de ruído.

As estatísticas apontam que na Europa 5,8% dos voos se atrasam devido a causas técnicas relacionadas diretamente com as aeronaves, criando efeito de dominó nos voos subsequentes. Estas perturbações estão estimadas em 2,8 mil milhões de euros de custo para as empresas. Segundo a ISQ, o projeto AIRMES criará um benefício global no sector de cerca de 1.000 milhões de euros.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.