O domínio que a Microsoft possui no mercado de consumo, no que se refere a sistemas operativos, nos Estados Unidos fez com que a Red Hat desistisse de lançar uma versão do Linux destinado ao mesmo target.



De acordo com uma análise da Gartner, o sistema operativo open-source tem um baixo nível de utilização no mercado norte-americano de desktops, não alcançando uma quota de mercado acima dos 1,2 pontos percentuais.



No blog oficial da Red Hat, os responsáveis afirmam que o mercado actual "tem um vendedor dominante e algumas pessoas continuam a acreditar que os desktops Linux simplesmente não constituem uma alternativa prática".



No mesmo post referem que "alcançar um negócio sustentável em volta do Linux para desktop é difícil" e que "a história está repleta de exemplos de esforços que falharam, estagnaram ou continuam em activo por caridade".



Mesmo assim, a Red Hat garante que vai continuar a trabalhar para o mercado empresarial mantendo as ofertas Enterprise Linux.



Paralelamente, informou que pretende abandonar o programa Red Hat Global Desktop, através do qual desenvolvia sistemas operativos para computadores de baixo custo destinados a mercados emergentes, um segmento onde a Microsoft também já começa a actuar com o quase extinto Windows XP.



Notícias Relacionadas:

2008-04-16 - Linux vai dominar próximo bilião de PCs a chegar ao mercado

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.