O regulador americano avançou para uma nova fase da investigação a alegadas política anti-concorrenciais da Intel. A empresa admitiu a nova fase da investigação e garantiu que irá fornecer à instituição documentação que provará a concorrência do mercado de processadores onde é líder destacada.



Em comunicado, a empresa sublinha que entre 2000 e 2007 os preços dos processadores diminuíram 42,4 por cento o que no seu entender é uma prova clara da concorrência existente no mercado.



A investigação da Federal Trade Commission teve início em 2006 e foi desencadeada por uma queixa da AMD que usou os mesmos argumentos também relatados à Comissão Europeia. Entre eles o suporte financeiro da Intel a campanhas de marketing dos fabricantes que usam os seus processadores e descontos de volume significativos nos preços.



O processo europeu entrou em Julho do ano passado em fase de investigação aprofundada e espera-se um desfecho para este verão. É pelo menos isso que avançava há dias o Financial Times que alegava acesso a informação do processo para garantir que um conjunto de medidas e penalizações seriam conhecidas em breve.



Notícias Relacionadas:

2008-05-28 - CE prepara medidas contra políticas anti-concorrenciais da Intel

2007-07-27 - Comissão Europeia acusa formalmente Intel por práticas anti-concorrenciais

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.