A Samsung desenvolveu, em colaboração com investigadores da Stanford University, uma nova arquitetura para ecrãs OLED que suporta resoluções até 10.000 pixéis por polegada (PPI) e que poderá ser usada em dispositivos de realidade virtual, permitindo colmatar as atuais falhas da tecnologia.

Num estudo publicado na revista científica Science, os investigadores explicam que a nova arquitetura recorre a películas OLED que emitem luz branca entre duas camadas refletoras. A primeira é uma película prateada e a segunda é descrita como uma “metasuperfície” feita de metal refletor e composta por múltiplos pilares microscópicos.

Nova tecnologia OLED desenvolvida pela Samsung e pela Stanford University
créditos: Samsung

Cada um dos pilares funciona como um pixel com uma dimensão aproximada de 2,4 microns. A “metasuperfície” ótica é capaz de alterar as propriedades refletoras da luz, permitindo que determinadas cores sejam emitidas, ou que “ressoem”, através dos pixéis.

De acordo com Mark Brongersma, um dos principais autores do estudo citado em comunicado, é possível comparar esta configuração às cavidades acústicas que existem em certos instrumentos musicais e que permitem obter uma sonoridade mais aprazível.

Assim, através da nova arquitetura OLED, é possível criar ecrãs com maiores densidades de pixéis, sem que a luminosidade “queime” os mesmos, algo que acontece frequentemente em alguns tipos de ecrãs OLED brancos.

Os investigadores afirmam que o novo tipo de ecrã desenvolvido poderá ser particularmente útil para a criação de headsets de realidade virtual. Uma maior densidade de pixéis resulta em imagens mais realistas, evitando também efeitos visuais que têm um impacto negativo no processo de imersão. Em questão está, por exemplo, o “Screen-door effect”, onde os utilizadores conseguem observar as linhas que separam os pixéis.

Agora, tendo por base o trabalho levado a cabo pelos investigadores, a Samsung está a desenvolver um display à escala real que recorre à nova arquitetura OLED, verificando se a fabricação deste tipo de ecrã é viável.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.