A Microsoft vai reformular uma ferramenta de classificação do PC que irá integrar o Windows Vista, depois de ter recebido algumas queixas por parte de fabricantes de que a aplicação poderia conduzir a interpretações erradas.



A funcionalidade em questão designa-se Windows System Performance Rating Feature e foi criada para ajudar os consumidores que compram um PC, determinando o software e hardware que melhor funcionam com aquele equipamento. A ferramenta analisa o processador, o disco rígido, a memória e a capacidade gráfica, atribuindo uma pontuação global que varia entre um e cinco.



Tal como está desenhada, quando a aplicação atribui 5 a um processador e 1 à capacidade gráfica do equipamento, o resultado final poderá ser apenas de 1 ponto.



"Tivemos como feedback que este número, por si, só pode ser mal entendido", admite Brad Goldberg, director geral da Microsoft para a área do Windows, acrescentando que a Microsoft vai por isso repensar a melhor forma de apresentar a informação.



Empresas como a AMD reportaram à Microsoft a exigência de critérios deste sistema de avaliação, não normalizados, o que aliado ao desconhecimento das pessoas sobre este tipo de classificação pode não ser bem compreendido. A empresa admite que muitos dos seus processadores não foram além dos dois pontos neste sistema de classificação.



O conceito subjacente à ferramenta é idêntico ao usado no Windows Vista Upgrade Advisor. Este Upgrade Advisor, lançado ontem, está disponível na página de Internet (Get Ready) e permite saber desde já se o PC que o utilizador tem em casa está preparado para receber o Vista e que funcionalidades e versões pode usar, já que aplicações com o novo interface de utilizador Aero requerem mais memória.



No mesmo dia a empresa anunciou também que vai avançar com dois programas de classificação de equipamentos, relativamente ao Vista. O primeiro identifica os equipamentos que reúnem os requisitos mínimos para utilizar o Vista e designa-se Vista Capable.



Os equipamentos que cumprem os requisitos mais elevados irão colocar um selo Premium Ready que pretende significar a sua capacidade para tirar partido de todas as funcionalidades do sistema operativo.



Notícias Relacionadas:

2006-04-17 - Metade dos PCs não estão preparados para tirar todo o partido do Windows Vista

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.