É conhecido que a Sony definiu um ambicioso plano para tornar a empresa - e os seus produtos - mais amiga do ambiente. Da iniciativa fazem parte um conjunto de medidas que contribuam para reduzir em 30 por cento o consumo energético dos produtos da empresa até 2015, face aos indicadores de 2008/9.




Passa por este objectivo o plano de estender a um leque mais vasto da linha de televisores Bravia tecnologias que a empresa já experimentou em modelos específicos. Uma das tecnologias em questão é de reconhecimento facial. É usada em combinação com sensores de calor e de movimento que permitem perceber se o utilizador permanece na sala, mas deixou de ver TV, ou se abandonou a sala e deixou o equipamento ligado.




Reage desligando ou reduzindo a intensidade da imagem, com o objectivo comum de ajudar a poupar energia. O leque de tecnologias inteligentes já experimentadas na Sony Bravia também assegura o ajuste da luminosidade do ecrã à luminosidade da sala, graças a um sensor de luz ambiente.




As linhas Bravia 2010 passam ainda a incluir nova tecnologia micro-tubular HCFL de retro-iluminação que reduzirá o consumo energético dos equipamentos em 50 por cento, em comparação com a anterior geração de televisores LCD, explica o The Guardian, que avança a notícia.




As tecnologias que a empresa está a alargar a outros modelos da linha Bravia ficaram primeiro disponíveis na Bravia WE5

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.