Segundo noticia esta quinta-feira a imprensa internacional, a Google pode estar a trabalhar num serviço de streaming de videojogos. O The Information adianta que a empresa tem estado a desenvolver a ideia nos últimos meses e que o projeto é referido pelos colaboradores da empresa através do nome de código "Yeti". O portal garante ainda que a gigante norte-americana está a criar uma consola para potenciar ao máximo as capacidades deste programa. Outra das hipóteses em cima da mesa prende-se com a integração de uma funcionalidade de emparelhamento com o Chromecast.

Nvidia alarga streaming de videojogos a PC e Mac
Nvidia alarga streaming de videojogos a PC e Mac
Ver artigo

Apesar do rumor, a publicação escreve que o aparelho/serviço tinha data de estreia prevista para 2017, pelo que o projeto pode, neste momento, estar em stand-by. A Google nunca se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Por esta altura, o maior problema com o streaming de videojogos reside no lag. Em conteúdos de vídeo, o fenómeno não é tão impactante na experiência do utilizador, uma vez que este não desempenha qualquer papel no desenrolar da história, mas nos jogos, o lag pode ser a diferença entre a vida ou a morte do personagem.

Uma das empresas que melhor contornou este problema foi a NVIDIA, com o serviço GeForce Now, que recorre a uma tecnologia de computação remota para melhorar a performance do sistema quando este roda jogos graficamente mais exigentes. Dada a dimensão e densidade da rede de data centers da Google, talvez a empresa já tenha conseguido desenvolver um mecanismo parecido, que seja capaz de suprimir os efeitos do lag nestas sessões de jogo por streaming.

Se houver alguma informação oficial a apresentar sobre o assunto, o mais certo é que a empresa aproveite a próxima edição do Google I/O para se pronunciar sobre o projeto. O evento, que tem servido de palco à apresentação de algumas das maiores novidades da tecnológica nos últimos anos, vai decorrer na segunda semana de maio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.