[caption]Infografia[/caption]

Com 2014 a chegar ao fim, é altura de surgirem as previsões sobre as tendências que vão marcar os próximos anos, e a Ericsson já avançou as suas.

O streaming é a primeira das 10 tendências avançadas pelo Ericsson ConsumerLab, sublinhando-se especificamente que 2015 vai ser um ano nesta área com mais pessoas a visualizarem vídeo em streaming do que conteúdos
televisivos tradicionais.

Os sensores domésticos relacionados com o consumo da água ou da eletricidade, com o movimento ou com a gestão de caraterísticas do lar, como a temperatura, a iluminação, também estão em crescendo, de acordo com os resultados apurados junto, principalmente, de detentores de smartphones com idades entre os 15 e os 69 anos.

Ainda relacionada com a domótica, a ideia de ter robots que ajudem nas tarefas domésticas agrada aos consumidores inquiridos, com 64% a pensar que a existência destes equipamentos será comum até 2020.

Entre os cenários mais futuristas está a partilha direta de ideias com terceiros através do pensamento, algo que a Ericsson indica poder ser possível até 2020.

Os consumidores inquiridos acham igualmente que no espaço de cinco anos os mapas de volume de trânsito, apps de comparação de utilização energética e testes de qualidade de água em tempo real, próprios das ditas cidades inteligentes, serão uma realidade.

Economia partilhada, carteiras digitais, privacidade, aplicações na área da saúde e bem-estar são igualmente destaques na lista de 10 tendências da Ericsson.

Por último, o relatório menciona o facto de as crianças estarem entre aqueles que mais esperam uma Internet mais tangível, onde o mundo físico
esteja tão ligado como os ecrãs dos seus dispositivos. Foram 46% os utilizadores de smartphones inquiridos que acham que as crianças esperam que todos os objetos estejam interligados quando forem mais crescidos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.