Há poucas semanas a Nike revelou ao mundo o seu modelo de ténis Adapt BB com atacadores automáticos, para jogadores profissionais de basquetebol e que foram inspirados no clássico filme Regresso ao Futuro II. A fabricante rival Puma também tem o seu modelo com aperto automático, os Fi. Tal como a Nike, a Puma também já havia revelado o sistema em 2015, como avança o Engadget, no modelo Autodisc, mas não seriam práticos para sair da fase de protótipo devido ao peso, desconforto e o preço estimado de custo.

O novo modelo Fi apenas chegará ao mercado na primavera do próximo ano, e destina-se a uma utilização do dia-a-dia ou de treino, prevendo-se um custo de 330 dólares. Como pode ver pelas imagens da galeria, os ténis são totalmente pretos, e na zona dos atacadores tem um LED azul que brilha quando o seu motor está a funcionar. As luzes indicam ainda o estado da bateria e quando está a carregar. Segundo a publicação, que já testou o calçado, quando o motor está a trabalhar faz uns sons engraçados.

A publicação explica que todo o aparato automático está alocado na parte superior dos ténis, libertando a base de qualquer engenho para maior conforto. Os ténis podem ser recarregados num pequeno carregador Qi sem fios, ou opcionalmente pode retirar as baterias removíveis e atestá-las a parte. A Puma afirma que os ténis têm uma autonomia para cinco ou sete dias, dependendo da utilização, ao passo que a Nike defende que o seu modelo pode durar duas semanas.

A interação com o motor pode ser feita através do deslizar do dedo no módulo, bastando fazer “swipe” no lado do pé na direção do calcanhar, que o sistema começa a apertar automaticamente até obter a tensão necessária de ajuste das pequenas cortas. Existem três níveis de aperto, bastando pressionar a “língua” do calçado nas suas extremidades opostas, para mais ou menos apertado. É referido que o motor guarda as preferências e para soltar o ténis, basta fazer o movimento de “swipe” inverso, do calcanhar para à frente.

No que diz respeito à interação com o smartphone, para já só ainda está disponível para iOS, igualmente para aproveitar as funcionalidades práticas do Apple Watch. Os dispositivos são controlados pelos mesmos “swipes” feitos nos ténis, mas oferecem um maior nível de controlo, incluindo a interação individual com cada lado.

Antes do seu lançamento, em 2020, a Puma tem planos para lançar um programa de beta aberta a todos os utilizadores, que permitirá aos seus clientes testarem as funcionalidades dos ténis e receberem feedback dos mesmos. O anúncio será feito através da aplicação de treino Pumatrac.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.