A Uber anunciou que Melbourne, na Austrália, se vai juntar a Los Angeles e Dallas como a terceira cidade piloto (e a primeira fora dos Estados Unidos) para a implementação da Uber Air, o projeto da empresa para um serviço de táxis por via aérea.

Os primeiros voos de teste estão agendados para 2020, prevendo-se que a atividade comercial possa começar em 2023. A Uber afirma que o custo da viagem será equivalente ao de uma realizada através da UberX para a mesma distância.

Em comunicado, Susan Anderson, diretora-geral da Uber Australia, considera que “os fatores demográficos e geoespaciais de Melbourne, juntamente com a sua cultura de inovação e tecnologia, fazem dela a cidade ideal para o terceiro lançamento da Uber Air”, referindo ainda que outras cidades australianas se seguirão.

Eric Allison, diretor-geral da Uber Elevate, defende que o projeto irá reduzir o congestionamento de trânsito na cidade australiana, acrescentando que uma viagem do centro de Melbourne até ao aeroporto, que normalmente demora 25 minutos, passará a ser feita em apenas 10 minutos com a Uber Air.

No ano passado, a Uber revelou as cidades fora dos Estados Unidos da América que estavam em consideração para a expansão do projeto. A preferência vai para áreas metropolitanas de alta densidade, com população superior a dois milhões de pessoas. Nesse sentido, além de Melbourne, na Austrália está também a ser considerada a hipótese de Sydney. Outras cidades em que, num futuro próximo, poderá vir a ser testada a Uber Air incluem Tóquio e Osaka (Japão), Mumbai, Delhi e Bangalore (Índia), Rio de Janeiro (Brasil) e Paris (França).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.