Computadores como o Eee PC e outros pertencentes à classe dos mini-notebooks continuarão a conquistar a atenção dos consumidores em todo o mundo. No próximo ano, as fabricantes destes modelos de pequeno porte registarão vendas na ordem das 8 milhões de unidades, ou seja, mais 2,8 milhões do que o número estimado pela Gartner para este ano.



Segundo a consultora, caso as tendências se mantenham, o mais provável é o mercado chegar a 2012 com vendas na ordem dos 50 milhões de nanobooks por ano, um número justificado pela crescente procura dos consumidores que, cada vez mais, "privilegiam as dimensões, peso, facilidade de uso e preço" dos equipamentos.



Quando surgiu a ideia de conceber portáteis mais pequenos e com um custo reduzido face aos preços dos equipamentos no mercado, as fabricantes pensavam nas necessidades dos estudantes, principalmente dos que viviam em países pobres e com dificuldades de acesso às novas tecnologias. O conceito expandiu-se e, actualmente, estes equipamentos são utilizados pelos mais diversos consumidores, muitas vezes como segunda opção.



Contudo, mesmo que a ideia para a concepção destes equipamentos estivesse orientada para a satisfação das necessidades dos estudantes, no futuro, 70 por cento dos utilizadores dos mini-laptops serão consumidores comuns, prevê a Gartner, avançando ainda que em 2010 é possível que as vendas dos computadores de baixo custo ultrapassem as dos portáteis convencionais.



Notícias Relacionadas:

2008-08-01- Volume de vendas dos low-cost PCs chega aos 8 milhões em 2008

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.